Vereador Toninho de Souza critica “históricos” do PDT e exige mudanças

Toninho_de_Souza_

 O velho ditado que “roupa suja se lava dentro de casa”, parece que não pode ser aplicado no PDT de Mato Grosso. A briga pelo poder no Diretório Municipal é intensa, com ameaças, xingações e muita procura de hololotes na ânsia de mostrar quem pode mais nesta disputa.

A briga no partido gira tudo em torno de uma pessoa: o radialista Mário Márcio Torres, um dos fundadores do PDT. Depois de ver o vereador Toninho de Souza resolver assumir o comando da comissão provisória que deveria definir a data da eleição do Diretório Municipal, Mário Marcio e históricos como Dito Labamba, Júlio Yule e Sebastião Ubirajara conseguiram na Justiça Comum uma liminar destituindo a comissão provisório e se mantendo na direção do partido por mais trintas dias.

Foi o início da lavagem de roupa suja em público. Alonso Alcântara foi o primeiro a criticar a decisão do histórico Mário Marcio, dizendo que este quer se perpetuar no poder. Júlio Yule tratou de entrar na briga e defender o radialista.

Já nesta quinta-feira, na Câmara Municipal de Cuiabá, irritado com os últimos acontecimentos, o vereador Toninho de Souza de apimentar ainda mais a confusão ao criticar a chamada “velha guarda” e exigir mudanças em público. “Está tudo errado. Esta turma que quer ficar com o PDT. O que foi feito foi prorrogação de prazo do mandato de Mário Marcio por 30 dias. Municipal não tem autorização oficial da Nacional para realizar convenção. A convenção foi um ato ilegal e buscaram uma saída jurídica, que é suspeita, buscaram a Justiça Comum, sendo que tem Justiça Eleitoral para isso. Liminar está fora do foro legal”.

Toninho de Souza garantiu que os dias de tranqüilidade e festa de Mário Marcio Torres estão contados e vai acabar rápido. “Vamos quebrar a liminar para garantir a realização da convenção. Vamos entrar amanhã (sexta-feira) no Tribunal de Justiça. Executiva entrou com liminar individual”, explicou.

“Algo feito as escondidas. Partido político é instituição pública e não privada. Estão achando que são donos do PDT. Cargo vitalício só no Tribunal de Contas. Comissão provisória tem 14.500 votos nas urnas. Este é o PDT aprovado pela população”, completou.

Anúncios

Deixe um comentário

Arquivado em Uncategorized

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s