A extrema direita contra-ataca

EUA OBamaAs notícias nos jornais de queda de popularidade do presidente norte-americano Barack Obama dentro dos Estados Unidos atribuem o fenômeno à iniciativa anunciada de reformar o sistema de saúde americano, onde cerca de 50 milhões de pessoas não têm qualquer tipo de cobertura. O plano, orçado em US$ 1 trilhão seria parcialmente financiado por um aumento de impostos que incidiria sobre as famílias mais ricas, com renda anual superior a US$ 1 milhão por ano.  Obama decretou ainda um aumento nos impostos incidentes sobre os cigarros.

Foi o bastante para deflagrar uma reação hostil a seu governo. Embora os conservadores “respeitáveis”  tenham um discurso calçado na fórmula neoliberal de sempre – Estado bom é o que encolhe e não cobra impostos, deixando tudo por contra da tal “responsabilidade social”  do capitalismo – os extremistas de direita já se sentiram à vontade para deflagrar uma campanha menos sofisticada: começam a acusar Obama de “comunista”.

Veja a camiseta da foto aí ao lado. É um dos milhares de artigos vendidos com esta acusação, que vão desde montagens de Obama como Marx, Lenin e Guevara até bottons pedindo seu impeachment

Não duvidem, a ultradireita existe.

Anúncios

Deixe um comentário

Arquivado em Uncategorized

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s